Prótese de silicone – Qual a melhor opção para você

 Publicado por: Ricardo Kruse

No ano de 2015 o Brasil registrou 158.950 procedimentos cirúrgicos de implante de prótese de silicone, ficando atrás somente dos EUA, sendo a segunda cirurgia mais realizada no país.

Esse procedimento pode ser realizado para aumentar os seios, para remodelar após perda de peso ou gravidez e para corrigir possíveis diferenças de tamanho.

Porém, há diferentes tipos de próteses, formatos e projeções que podem ser implantadas através de três formas de incisão (cortes).

 

As próteses podem ser:

· Redonda - perfil alto ou super alto: Acentua o volume natural dos seios, sendo recomendada para quem possui o tórax proporcional ao tronco e pacientes mais jovens.

- Perfil baixo e moderado: Possuem a base maior e uma projeção menor devido a altura mais baixa, deixando a mama mais plana, com pouca projeção. Indicado para pacientes com a mama mais larga.

· Anatômica ou gota: Essa é a opção que deixa os seios com aspecto mais próximo do natural. Muito indicada para pacientes jovens, magras ou de pele fina e também para mulheres mais maduras pois aproxima-se muito ao formato normal das mamas mais maduras

· Cônicas: O formato do seio fica menos arredondado e mais empinado. O silicone possui menor base e uma altura e projeção maiores. É indicado para quem tem seios pequenos e tórax estreito com uma boa espessura de pele.

O tipo de prótese, formato e projeção a ser usada vai variar de acordo com as condições físicas da paciente, como tamanho do tórax, volume dos seios antes do procedimento, altura da paciente, espessura da pele, tendência a flacidez e estrias e de acordo com o desejo e expectativas da paciente quanto ao resultado pós-cirúrgico.

 

Como é feita a cirurgia – Incisão:

Existem três tipos de incisões por meio das quais se introduzem as próteses:

· Periareolar: ao redor e através da aréola;

· Transaxilar: através e embaixo das axilas;

· Inframamária: no sulco abaixo dos seios.

 

O local onde as próteses vão ficar vai depender do biotipo da paciente, espessura de pele, constituição física, etc. podendo localizar-se atrás da glândula mamária, do músculo peitoral ou da fáscia que recobre a musculatura. O procedimento tem duração média de uma hora e pode ser realizado com anestesia local e sedação, anestesia peridural ou anestesia geral se necessário. Independentemente do local em que a prótese ficará posicionada, não haverá prejuízo à amamentação.

Antes de realizar qualquer procedimento estético, é importante se consultar com um profissional competente e qualificado.

Somente a avaliação de um especialista no assunto indicará qual é a cirurgia mais adequada para a correção da região.

No dia 10 de agosto, o Dr Ricardo Kruse, especialista em cirurgia íntima, estará em São Paulo para um dia de atendimentos.

Preencha o formulário para fazer o pré-agendamento da sua consulta.31

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

+ 26 = 31

Ricardo Kruse | © Todos os direitos resevados
Desenvolvido por &