Toxina Botulínica x Preenchimento

 Publicado por: Ricardo Kruse

Com o passar do tempo nossa pele vai perdendo a elasticidade e o poder de regeneração, o que faz surgir as temidas rugas, manchas e flacidez. Fatores externos como exposição solar, poluição, estresse e cigarro, por exemplo, ajudam a potencializar esse processo.

Quando esses sinais aparecem é possível corrigi-los com procedimentos estéticos não-invasivos, como a toxina botulínica e o preenchimento facial. Conheça-os:

  • Toxina botulínica: é utilizada para suavizar rugas de expressão como as linhas da testa, vincos entre as sobrancelhas e pés de galinha. O procedimento paralisa, temporariamente, as áreas da face em que é aplicado, o que impede o surgimento de rugas e suaviza as já existentes. É aplicado com microagulhas e os resultados duram de quatro a seis meses;
  • Preenchimento: é o procedimento usado para rejuvenescer a face e preencher rugas visíveis mesmo com o rosto em repouso, como sulco nasogeniano (bigode chinês), ‘ruga de marionete’, olheiras e afinamento dos lábios. Também melhora o contorno facial, o aspecto do nariz e aumenta o volume do queixo, dando um efeito “lifting” sem cirurgia. O preenchimento é feito no consultório com ácido hialurônico ou em ambiente hospitalar com a própria gordura purificada do paciente, e o resultado fica sutil e natural.

A diferença básica entre toxina botulínica e preenchimento é que o primeiro relaxa a musculatura e evita a contração excessiva dos músculos; já o segundo aumenta o volume das regiões do rosto, remodela as formas e os contornos. Um previne e suaviza as rugas e o outro as preenche, fazendo com que desapareçam no ato da aplicação.

Importante lembrar que, antes de fazer qualquer procedimento, é preciso consultar um médico especializado que indicará o melhor tratamento para seu caso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

+ 86 = 94

Ricardo Kruse | © Todos os direitos resevados
Desenvolvido por &