Como funcionam a gluteoplastia de aumento e redução?

 Publicado por: Ricardo Kruse

Procedimento serve para dar e retirar volume da região glútea

O procedimento cirúrgico realizado para aumentar ou diminuir a região glútea é chamado gluteoplastia.

Os principais objetivos podem ser:

  • Remodelar a região;
  • Restaurar o contorno;
  • Corrigir flacidez e deformidades.

A cirurgia para redução é recomendada para pessoas cujas nádegas possuem grande volume e que estão em desarmonia com o corpo. É feita uma lipoaspiração de toda a região para retirar o excesso de gordura. Também podem ser feitas incisões no sulco infraglúteo para remover o excesso de pele e gordura, além de corrigir a flacidez, quando houver.

No caso de gluteoplastia para aumento, a indicação é para corrigir nádegas que apresentam pouco volume. É utilizada prótese de silicone ou enxertia de gordura, obtida através de lipoaspiração da região lombar, sacra, abdominal e da cintura durante a operação. Além de aumentar os glúteos, o enxerto corrige a flacidez cutânea e depressões.

No caso de prótese, o especialista avalia o formato do bumbum, assim o paciente pode escolher o que mais se adapta ao seu corpo. O procedimento exige, pelo menos, um dia de internação e deve ser realizado em ambiente cirúrgico, com duração aproximada de uma hora e meia.

No pós-operatório, existem algumas recomendações como evitar sentar por duas semanas, deitar de bruços, evitar esforços e exercícios nos primeiros dias, tomar analgésicos e anti-inflamatórios (receitados pelo médico) para aliviar a dor.

Caso se interesse pelo procedimento ou outros tipos de tratamentos, agende uma consulta com o Dr. Ricardo Kruse.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

9 + 1 =

Ricardo Kruse | © Todos os direitos resevados
Desenvolvido por &