Principais tipos de cirurgia feminina

 Publicado por: Ricardo Kruse

Motivada na maioria dos casos por conta da estética e do incômodo psicológico, a cirurgia íntima é cada vez mais procurada pelas mulheres. Esta é definida por todos os procedimentos estéticos que podem ser realizados na região íntima feminina.

Conheça os principais tipos de cirurgia feminina:

  • Pequenos Lábios

Este tipo de cirurgia é recomendado para mulheres que tenham os pequenos lábios desproporcionais ao corpo, maiores do que os grandes lábios. E que, por isso, sintam desconforto ou constrangimento na vida íntima ou ao usar roupas justas.

O procedimento pode ser realizado na própria clínica com anestesia local ou então, em casos mais complexos, anestesia raquidiana e uma leve sedação em centro cirúrgico. Retira-se o excesso de pele adequando o resultado ao desejo da paciente.

  • Grandes Lábios

É recomendado para mulheres que tenham excesso de pele e/ou flacidez, pois pode gerar uma distorção da genitália feminina e constrangimento na mulher.

Utiliza-se uma leve sedação e anestesia local ou regional (raquidiana). É feita a retirada do excesso de pele e/ou preenchimento dos grandes lábios com substância preenchedora de ácido hialurônico ou com gordura da própria paciente proveniente de uma mini lipoaspiração.

  • Capuz do Clitóris

Recomendada para mulheres que tenham excesso de pele no capuz, cobrindo o clitóris. Afinal, dificulta o estímulo direto (atividades sexuais, masturbação), prejudica a sua sensibilidade, dificulta o orgasmo e a obtenção de prazer.

O procedimento pode ser realizado na própria clínica com anestesia local ou então, em casos mais complexos, anestesia raquidiana e uma leve sedação em centro cirúrgico. Assim, após a marcação do excesso de pele a ser corrigido, retira-se esse excedente adequando o resultado ao desejo da paciente.

  • Hímen

A realização da himenoplastia pode ser bem variada. Por exemplo: caso não haja orifício (hímen imperfurado) ou a ruptura não ocorra nas relações, pode ser indicada a ruptura cirúrgica. Há alguns casos em que há desejo de reconstruir o hímen como fetiche. Ou então, para reparar a membrana em casos de a primeira relação ser decorrente de abuso sexual.

O procedimento pode ser realizado com extrema discrição na própria clínica, com anestesia tópica (sem agulha) ou anestesia local. Os pontos de sutura são internos e absorvíveis, não necessitando serem retirados posteriormente pelo cirurgião.

Vale ressaltar que a alteração na anatomia da região feminina costuma ocorrer de forma combinada, afetando mais de uma estrutura da genitália feminina por vez. Por isso a avaliação por um especialista no assunto está sempre indicada.

Estes e outros procedimentos estéticos são realizados pelo Dr. Ricardo Kruse. Se ficou interessada, entre em contato e marque uma avaliação!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

99 − = 94

Ricardo Kruse | © Todos os direitos resevados
Desenvolvido por &