Toxina botulínica: o rosto que nós queremos

 Publicado por: Ricardo Kruse

Não perder ou recuperar aquela expressão jovem e natural é o sonho de muitas pessoas. Com o envelhecimento, a produção de colágeno, que é a proteína que mantém o viço e firmeza da pele, vai diminuindo e o rosto acaba sofrendo com isso.

Existem maneiras de prevenir e enfrentar esse efeito natural, e o mais eficiente deles é a toxina botulínica. Essa substância possui a habilidade de bloquear a contração natural dos músculos da mímica do rosto, causando um relaxamento e produzindo uma expressão mais natural e jovial.

Esse procedimento é um dos mais amados pelos brasileiros. De acordo com a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, a toxina a botulínica é o segundo procedimento não-cirúrgico mais procurado e realizado nas clínicas estéticas de todo o país.

O minimamente invasivo ideal

Minimamente invasivo significa que a aplicação não é cirúrgica. O procedimento consiste na injeção pontual de pequenas quantidades do produto em áreas pré-definidas da face, e o paciente pode retomar suas atividades normais imediatamente após o procedimento. Deve-se apenas atentar à exposição solar, atividades físicas e manter a cabeça elevada ao deitar. Algum inchaço é normal nos pontos de aplicação e desaparecem no dia seguinte. Os resultados costumam aparecer cerca de 48 horas após a aplicação e duram em média de 4 a 6 meses.

Toxina botulínica na prática

Afinal de contas, quais aspectos do rosto a aplicação da toxina é capaz de melhorar? As famosas rugas na testa, linhas de expressão em toda a face, o espaço entre as sobrancelhas e o nariz (glabela) e os pés de galinha. Basicamente, disfarça e ameniza os principais sinais do envelhecimento que tanto mudam a expressão das pessoas.

Seja quem você quer ser na frente do espelho. Entre em contato com a Clínica Dr. Ricardo Kruse para saber mais sobre a toxina botulínica, e agende sua consulta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

+ 88 = 94

Ricardo Kruse | © Todos os direitos resevados
Desenvolvido por &