A técnica de cirurgia feminina que devolve sua autoestima

 Publicado por: Ricardo Kruse

Você sabe o que é hipertrofia clitoriana? Trata-se do aumento do tamanho do clitóris, podendo haver exposição excessiva da glande clitoriana e suas consequências.

Com o aumento do uso de hormônios para diversas finalidades, incluindo o ganho de massa muscular, esse problema está se tornando cada vez mais comum entre as mulheres.

Esta condição pode causar desconforto em dois níveis: o primeiro deles é estético, pois o aumento excessivo do clitóris gera uma aparência desagradável, menos feminina e incomoda a mulher desde as relações sexuais até simplesmente colocar um biquíni.

Segundo, existe o fator do prazer. Com o aumento do clitóris e exposição excessiva da sua extremidade (glande clitoriana) há uma hipersensibilidade no órgão que gera desconforto e dor quando tocado diretamente, tipo um “choque”, dificultando o relaxamento e obtenção do orgasmo.

Entendendo a Clitoroplastia

A Clitoroplastia é a cirurgia que tem como objetivo resolver esses problemas. Nesse procedimento não são feitos cortes no próprio clitóris, somente ao seu redor.
Devido a essa técnica, não existe perda de sensibilidade clitoriana e as cicatrizes são discretas e praticamente imperceptíveis, mantendo a estética e o prazer feminino intactos.

Como é realizada

O procedimento pode durar de uma a duas horas, dependendo do caso de cada mulher, e o tipo de anestesia preferencial é a raquidiana. Quando há hipertrofia do clitóris é comum ocorrerem alterações em outras partes da anatomia íntima, e por Isso deve sempre ser avaliado pelo cirurgião especialista.

Por ser uma cirurgia pouco invasiva, a paciente pode retornar às atividades rotineiras após um dia, e ao trabalho após três dias. Atividades físicas e relações sexuais devem esperar por 30 a 45 dias.

Pós-operatório

O pós-operatório não é complicado, mas exige alguns cuidados pontuais. Além do repouso das atividades físicas e sexuais, deve-se seguir à risca as recomendações do cirurgião. A cirurgia é praticamente indolor, e qualquer desconforto que haja pode ser resolvido com analgésicos comuns. Inchaços na região podem ocorrer, e nesses casos bolsas de gelo costumam ajudar.

O Dr. Ricardo Kruse é especialista em cirurgia íntima feminina. Para saber mais sobre esse procedimento, entre em contato e agende sua consulta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

− 1 = 8

   
     
Ricardo Kruse | © Todos os direitos resevados
Desenvolvido por &