Corpo


A lipoaspiração é um procedimento indicado para retirar excessos de gordura em uma ou mais áreas do corpo. Por exemplo, barriga, costas, flancos, coxas, braços, entre outras. Nesse sentido, melhora o contorno corporal e, além disso, pode ser associada a outras cirurgias plásticas na mesma cirurgia.

 

Indicações

O procedimento é indicado, principalmente, para pessoas que não conseguem eliminar a gordura localizada. Embora haja prática regular de atividades físicas, dietas e alimentação balanceada. Além disso, a lipoaspiração é indicada tanto para mulheres quanto para homens.

 

Veja também:

 

Cuidados pré-operatórios

Para o pré-operatório de lipoaspiração é necessária uma consulta de avaliação. Dessa forma, será verificada a indicação do procedimento e as áreas a serem aspiradas. Assim, é importante que a paciente já esteja no seu peso adequado na avaliação e no dia do procedimento. Os exames pré-operatórios necessários são os de rotina para qualquer procedimento deste porte. Ou seja, exames de sangue, eletrocardiograma e exames de imagens, por exemplo.

 

Como é feita a lipoaspiração?

O procedimento utiliza cânulas rígidas e pressão negativa (sucção) para aspirar as áreas desejadas. É realizada uma  infiltração com uma solução com soro fisiológico, anestésico local (lidocaína) e vasoconstritor (adrenalina) para diminuir o risco de hematomas. As cicatrizes são mínimas e são feitas somente para introduzir as cânulas de diâmetros entre dois e quatro milímetros e posicionadas em locais de dobras naturais do corpo de maneira a escondê-las.

A anestesia pode ser local, peridural ou geral, dependendo do caso e da indicação médica, já que o procedimento pode ser realizado juntamente a outras cirurgias plásticas.  A duração da cirurgia varia de acordo com a área em que será feita, levando em média até duas horas.

 

Cuidados pós-operatórios

No pós-operatório é fundamental o uso de cintas ou malhas compressivas, o que ajuda a diminuir o acúmulo de líquidos e o inchaço nas regiões operadas, por pelo menos trinta dias, e sessões de drenagens linfáticas após o segundo dia de pós-operatório. Devido à características inerentes à técnica, podem surgir alguns hematomas nas áreas tratadas que costumam desaparecem ao longo dos dias e das drenagens. A paciente fica liberada para as atividades diárias no dia seguinte e para a prática de exercícios físicos após trinta dias.

Para mais informações preencha o formulário abaixo e entraremos em contato:

Ricardo Kruse | © Todos os direitos resevados
Desenvolvido por &